sexta-feira, 24 de abril de 2009

Norte Sideral


---------
Foi isso que vi: berrante luz!
o livro sem nome e sem final
abriu uma fenda sideral
nas miragens dos campos hindús?
-------------------------------
Qual é o norte e qual é o sul?
tampouco necessário é conhecer,
em assombro, o monolito deslizante
da odisséia no espaço é fosforecer.
----------------------------
Cintilante luz. Rompe o fastio,
o cansaço que repete o dia
introduz nova cartografia
e expele do velho homem a magia.



Postar um comentário