domingo, 29 de janeiro de 2017

Mil vezes boa noite

A grande atriz francesa Juliette Binoche interpreta uma fotógrafa de guerra, que vive um conflito entre a obsessão de revelar as barbáries das guerras ao 'well faire'  ocidental e conviver com sua família.
É um papel contemporâneo exercido por muitas mulheres, que se lançam ao mundo do trabalho, com viagens extenuantes e muita pressão, enquanto os maridos vivem mais para suas casas, assumindo muitas vezes o papel milenar das mulheres.
O filme tem uma fotografia impecável e deve ser visto por todos os fotógrafos, como motivação para o exercício artístico da profissão. Embora tenha um forte apelo pela Canon, não chega a embaçar o propósito do filme.
Como mote final, a raiva me levou a fotografia, para mostrar àqueles que estão tomando café, sentados e lendo seus jornais, o horror que acontece na África. Ou, a preocupação da mídia com a Paris Hilton, saindo do táxi sem calcinha, enquanto milhares morriam no Oriente Médio.

Postar um comentário