sexta-feira, 14 de agosto de 2009

guarda-roupa alquímico

Sobre o guarda-roupa
havia muitas coisas e
entre elas, eu.
Era a minha torre de vigia um dia,
meu laboratório secreto no outro.
Só eu subia e
lá ficava tempos
de onde nada escapava
da alquimia das matérias
eram tantas: caixas de sapato,
castelo e ponte movediça,
gibis velhos e soldadinhos,
poções venenosas e armas mortais ,
portas secretas e espiões,
poder, intriga e traições,
tudo, tudo foi visto de cima
do meu guarda-roupa.
Postar um comentário